Technology Trends and Blockchain Scenario – Alexandre Blauth

Na noite do dia 19 de novembro, para comemorar os encontros do CoLab no semestre de 2018, hub o qual a Souh System participa como sponsor, tivemos a presença do VP do Instituto Gartner, Alexandre Blauth e o anúncio dos objetivos para 2019. No próximo ano, serão ministradas trilhas de cursos rápidos e trabalhadas quatro verticais: Mercado Financeiro, Varejo, Supply/ Logística e Saúde, além de continuar com os Meetups bimensal.

Além de falar sobre as perspectivas do blockchain, Blauth abordou as 10 maiores tendências tecnológicas para 2019 de acordo com o Gartner, dividas em três categorias principais: inteligência, digital e rede. Antes de entrar em detalhes sobre cada categoria, o palestrante destaca a estratégia que o Gartner indica para as empresas nesse momento, a “continuous next”, ou seja, a necessidade de constantes mudanças internas para a adaptação a um mundo cada vez mais acelerado. Um fator essencial para uma tecnologia ser considerada tendência, do ponto de vista do Gartner, é a não compreensão completa do funcionamento dessa tecnologia, ou seja, a tecnologia, quando fica clara para todos, não é mais tendência.

Voltando às categorias das tendências, a primeira está representada pela automação, análise aumentada e o desenvolvimento impulsionado pela inteligência artificial. A segunda categoria é composta de tecnologias como digital twins (representação digital de coisas, pessoas ou lugares), experiência imersiva e empoderamento de dispositivos (aumento da conectividade). A tecnologia de blockchain e os espaços inteligentes fazem parte da categoria de rede.

As últimas duas tendências estão relacionadas a privacidade e ética e computação quântica. A partir disso, são levantadas questões como até que ponto o controle de informações invade a privacidade do indivíduo e se existem limites para a utilização de bases de dados como forma de atrair novos consumidores.

Em 2018, 85% dos projetos que utilizam a tecnologia de blockchain ofereceriam o mesmo valor sem ela, questionando assim a nível de disrupção dessa solução. Entretanto já existem diversas aplicações bem sucedidas em execução, sendo um grande exemplo é o projeto do governo da Estônia, onde você pode ser um e-residente (não é o mesmo que cidadania) e ter seu histórico médico online. Esse caso é considerado um exemplo por utilizar com excelência a principal característica do Blockchain, a segurança.

Para finalizar, o palestrante apresentou a evolução da visão digital dos negócios, e a dividiu em 5 eras: pre-Web (antes de 2000), eBusiness (2000-2010), negócio digital (2010-2020), comércio autônomo (2020-2030) e economia programada (a partir de 2030).

Veja as fotos do Evento:

Conheça mais sobre o Blockchain CoLab:

www.blockchaincolab.io

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s