John McAfee: por que não podemos chamar o bitcoin de “bolha”

O texto a seguir foi escrito por John McAfee, programador e fundador do antivírus McAfee e COO & Diretor da McAfee Coin. Nele, McAfee expõe sua opinião sobre as criptomoedas e também sobre os argumentos de que o mercado estaria vivendo uma suposta bolha devido às altas no preço do bitcoin. Confira o texto abaixo.

Ao longo da história, houveram invenções que mudaram a cultura humana para além da compreensão. Uma dessas inovações foi a invenção da agricultura.

Antes da adoção da agricultura, os pensadores das sociedades lutavam para definir quando os acampamentos deveriam ser desfeito para a mudança rumo a terras mais frutíferas; como limitar o tamanho de uma aldeia, de forma que o aumento da população não esgotasse rapidamente os recursos da nova área, e como projetar as casas para que pudessem ser rapidamente desmontadas em caso de mudança.

Imagine como deve ter sido difícil para esses pensadores imaginar um mundo no qual as cidades nunca mudavam de lugar, onde o tamanho delas fosse irrelevante, e as casas fossem construídas em pedra ao invés de madeira. Não havia nada nessas culturas que permitisse a seus indivíduos o poder de compreender um novo mundo que estava por emergir (com o processo de agricultura).

Eu acredito que o blockchain hoje em dia está criando um novo paradigma tecnológico e social que irá rivalizar – se não exceder – o impacto que a agricultura teve na sociedade humana.

A ideia que clareou o conceito para muitos é a ideia de “descentralização”. Por muitos anos, houve um crescente hype sobre o potencial da ideia de descentralização, mas pouca ou nada aconteceu na prática. A razão é que ninguém conseguiu resolver o problema da distribuição necessária para o poder desse sistema descentralizado.

Os sistemas distribuídos e descentralizados possuem um poder inerente que, obviamente, torna obsoletos os sistemas centralizados. Isso é óbvio mesmo para o observador mais casual. Sabemos disso há décadas. No entanto, não havia, até o surgimento do Blockchain, uma ferramenta que fosse capaz de juntar “descentralizada” e “distribuída” em uma única unidade dentro da qual nenhuma autoridade central fosse necessária. O livro-razão distribuído, controlado por ninguém, acessível a todos e validado por consenso, é a ferramenta que o mundo tem esperado.

Aqueles que entendem esta ferramenta vêem imediatamente o absurdo de palavras como “bolha”, “investimento”, etc., quando aplicadas às criptomoedas. Esses formadores de opinião usam bitcoin para comprar e vender, e aqueles que usam exclusivamente o bitcoin como moeda e não usam nenhuma outra moeda – e eu pessoalmente conheço dezenas de pessoas que fazem isso – se importam muito pouco com quanto o bitcoin vale em dólares. Essas pessoas vêem, e viram há algum tempo, que as antigas construções e paradigmas não têm sentido neste novo mundo.

São como as primeiras culturas povoadas, sendo advertidas por seus sábios passados (os quais ainda acreditavam na cultura nômade) de que eles vão perecer em suas casas de pedra quando chegar a hora da aldeia se mudar. Eles não entenderam que o conceito de “movimento” não tinha significado no novo mundo.

Do mesmo modo, o que as pessoas vêem como uma “bolha” de bitcoin, da perspectiva do novo paradigma, é meramente a desvalorização previsível e sistemática de moedas fiduciárias que continuará, com altos e baixos evidentes, até que todas elas alcancem o ponto zero.

A medida que o valor relativo do bitcoin cairá temporariamente, eles apontarão para isso como prova de que estão certos. Não importa. A realidade é: esse mundo novo veio para ficar. Aqueles que entendem serão os líderes.

Fonte: http://bit.ly/2xlO8h0

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s